Bomba de água ligada ao motor

Responder
Avatar do Utilizador
Miguel Parente
Almirante
Almirante
Mensagens: 4388
Registado: quarta ago 30, 2006 3:46 pm
Localização: Penedo/Sintra
Contacto:

Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Miguel Parente » terça dez 22, 2009 3:55 pm

Boas,

Como tenho estado a fazer a revisão do "Topas formiga" http://www.ptnauticmodel.net/forum/view ... 142&t=4048 , como mudar o pack de baterias para um com 2650 em vez dos 1750 que tinha, fazer novas ligações, etc resolvi colocar uma bomba de água.

Gostaria que ela (bomba) trabalhasse quando o motor (tanto para avante como para a ré) estivesse também a trabalhar.

Alguém me pode ajudar!?
Como terei que fazer essa ligação?

Obrigado

Saudações náuticas
Miguel Parente

Avatar do Utilizador
joão fernandes
Comodoro
Comodoro
Mensagens: 1396
Registado: quinta jul 06, 2006 9:42 pm
Localização: Évora
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por joão fernandes » terça dez 22, 2009 6:08 pm

Não sei se será uma anormalidade mas eu tentava ligá-la aos bornes do próprio motor. Assim, quando o motor tiver corrente, a bomba funciona.
Um abraço
The difference between men and boys is the price of their toys.

Avatar do Utilizador
paulo capelo
Almirante
Almirante
Mensagens: 4673
Registado: quarta jan 11, 2006 4:01 pm
Localidade: Monte-Funchal-Madeira
Localização: Corroios

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por paulo capelo » terça dez 22, 2009 11:54 pm

A solução apresentada pelo João Fernandes é a que eu estou a ver também, mas podes usar uma pequena caixa de derivação para que possas soldar os fios aos bornes de cada motor, fica mais seguro e livre de interferências. Saem dois fios de cada motor que vão dar a uma caixa de derivação com quatro entradas. De duas delas saem dois fios para a bateria.

A bomba de água vai trabalhar também ao contrário quando o motor principal estiver para a ré. Certifica-te de que estás a ligar os dois motores com a mesma polaridade, ou seja, que ambos rodam para o mesmo lado (se é isso que pretendes).

Força :neutral10:

Avatar do Utilizador
RogerPro
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 971
Registado: quinta ago 10, 2006 10:22 am
Localização: Setubal

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por RogerPro » quarta dez 23, 2009 2:04 am

Miguel, o uso de "caixinhas de junção" em barcos da mau resultado, a humidade origina maus contactos.
Meia resposta já deu o João Fernandes, è soldar os terminais do motor da bomba ao motor da hélice, para a outra metade da resposta preciso de saber se essa bomba tem polaridade correcta para bombear agua, se sim, vais precisar de uma "ponte rectificadora", è um componente electrónico muito simples com 4 "patinhas" barato e que se vende em qualquer loja de electronica.
Duas das "patinhas" são a entrada e estao marcadas com ~ (AC simbolo de corrente alternada) as outras duas estao marcadas com + e -, ligas as AC ao motor do helice, e ligas o + e - á bomba de maneira a circular agua no sentido que precisas.
Podes pedir ao balcão uma ponte rectificadora de 50volts 1A.
;-)

Desenho aumentado.
Imagem

Simbolo electronico.
Imagem
:maisuma:
A primeira impressão é a que fica, mas só se o toner fôr bom!

Avatar do Utilizador
Miguel Parente
Almirante
Almirante
Mensagens: 4388
Registado: quarta ago 30, 2006 3:46 pm
Localização: Penedo/Sintra
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Miguel Parente » quarta dez 23, 2009 3:38 am

Boas,

Caros amigos, muito obrigado pela ajuda!
Na minha santa ignorância, vou aprendendo (e gosto!) e só vos chateio uma vez...mas estou ainda baralhado!

Talvez estes dados sirvam para alguma coisa ou para nada!?!?
Cá vão:
-a bateria que alimenta o motor (que por sua vez liga ao variador) e que vai alimentar o bomba da água é de 6voltes;
-a bomba de água é da Graupner (refª. 1951) de 12voltes. Como a água que pretendo que saia não é propriamente uma agulheta de apagar incêndios :mrgreen: julgo que se trabalhar a 6 voltes não fará mal e será bem "mais suave".
12volt-pump-1951.jpg
Graupner 12 volt Geared pump Pt No 1951
12 V. Compact
self-aspiring pump of high performance
for universal application in larger and smaller model boats and ships.

E, por favor :neutral16: façam um "boneco" de como hei-de fazer (o mais simples possível, pois só esporadicamente e raramente a bomba vai estar a trabalhar)
Obrigado aos mestres da electrónica e desculpem lá este chato! :oops:

Saudações náuticas
Miguel Parente
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.

Avatar do Utilizador
Skipper
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1838
Registado: sexta set 22, 2006 1:32 am
Localidade: Caxias
Localização: Caxias

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Skipper » quinta dez 24, 2009 2:59 am

Miguel, depois da nossa conversa telefónica de hoje, aqui te envio o esquema que, eventualmente, poderá simular a irregularidade do fluxo de escape de um motor de um veleiro. Lemba-te que essa irregularidade é provocada pela mistura de gases na água de refrigeração do motor. Assim sendo, fiz 2 esquemas que poderão resultar e dar o efeito desejado.
Os esquemas que se seguem representam o interior de uma panela de escape e, o segundo, todo o circuito de escape que poderá eventualmente resultar. Podes experimentar primeiro sem a panela. Pode ser que resulte.

Panela
panela escape.jpg
Esquema do circuito completo
Esquema escape.jpg
1 - Tomada de água
2 - Entrada de ar na aspiração da bomba
3 - Bomba de água
4 - Panela de escape
5 - Dreno do poço

A entrada de ar no circuito da água poderá simular os gases de escape. Essa entrada de ar poderia ser simultâneamente o dreno do poço. Pouparias a instalação de um tubo e de uma ligação entre tubos mas aí, devido à inversão do sentido de rotação da bomba na marcha à ré, seria previsível que pudesses inundar o poço com a água que estivesse no circuito. Também não seria muita, seria só a que estivesse entre a bomba e a panela de escape. Quando voltases a ir à vante, essa água seria drenada em segundos.

Considerações várias:
a) O circuito pode não funcionar de todo e teres um esguicho constante no escape.
b) O circuito poderá, eventualmente, funcionar sem a panela. Pouparias a sua construção que, embora se adivinhe trabalhosa, seria um desafio à tua grande capacidade recicladora e à tua fértil imaginação.
c) O papel da panela seria o de aumentar o tamanho das bolhas de ar no fluxo da água.
d) O "pescoço de cisne" antes da saída da água no painel da popa, tem dupla intenção - aumentar o tamanho das bolhas (o ar sobe na água) e, na fase descendente, provocar uma ligeira sucção no tubo do dreno do poço através da ligação em Y.

Enfim , a ideia ficou mais ou menos explicada e o desafio está lançado. A bola está do teu lado e terás de ver qual o espaço de que dispões e fazer experiências fora do casco até conseguires o efeito desejado. O TOPAS merece.
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
O pessimista queixa-se do vento.
O optimista espera que ele mude.
O realista ajusta as velas.
Bons ventos!

Avatar do Utilizador
Miguel Parente
Almirante
Almirante
Mensagens: 4388
Registado: quarta ago 30, 2006 3:46 pm
Localização: Penedo/Sintra
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Miguel Parente » quinta dez 24, 2009 6:05 am

Boas,

Ah grande Skipper!!!
Muito obrigado! :D
E vou fazer tal como disseste.
Se aproximar o mais possível a bomba à panela de escape, então quando existe o refluxo do motor provocado pelo barco ir à ré, então esse problema passará a ser insignificante!!!

O teu 2º desenho está cortado, certo?
Miguel Parente Escreveu: E, por favor :neutral16: façam um "boneco" de como hei-de fazer (o mais simples possível, pois só esporadicamente e raramente a bomba vai estar a trabalhar)
Obrigado aos mestres da electrónica e desculpem lá este chato! :oops:
Saudações náuticas
Miguel Parente

Avatar do Utilizador
RogerPro
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 971
Registado: quinta ago 10, 2006 10:22 am
Localização: Setubal

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por RogerPro » quinta dez 24, 2009 3:50 pm

Miguel, esta bem explicado , volta a ler o que escrevi.
Não sei se essa bomba tem polaridade para bombear a agua....nem se fica sangrada facilmente quando alimentada com electricidade. :neutral16:

A parte dos gazes e misturas na panela, não estou a perceber nada.
Meteste algum motor no Topas capaz de vaporizar agua? Heheheh
;-)
A primeira impressão é a que fica, mas só se o toner fôr bom!

Avatar do Utilizador
Miguel Parente
Almirante
Almirante
Mensagens: 4388
Registado: quarta ago 30, 2006 3:46 pm
Localização: Penedo/Sintra
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Miguel Parente » quinta dez 24, 2009 4:13 pm

Boas,

Ok obrigado! :D
Agora já entendi e então vou utilizar ponte rectificadora de 50volts 1A.

:neutral6:

Avatar do Utilizador
Skipper
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1838
Registado: sexta set 22, 2006 1:32 am
Localidade: Caxias
Localização: Caxias

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Skipper » quinta dez 24, 2009 7:26 pm

Miguel Parente Escreveu:O teu 2º desenho está cortado, certo?
Se não clicares no desenho e o vires com a ajuda dos cursores (horizontal e vertical) consegues ver o desenho todo. Se clicares, o desenho aparece cortado. Repito aqui o desenho, num formato mais pequeno. Pode ser que assim o possas ver todo.
Esquema escape 3.jpg
RogerPro Escreveu:A parte dos gazes e misturas na panela, não estou a perceber nada.
Meteste algum motor no Topas capaz de vaporizar agua? Heheheh
O ar que entrará no circuito da água virá de um tubo ( nº2 da legenda) que aspirará ar. Este ar irá misturado na água que chega à bomba mas, possívelmente, em bolhinhas muito pequenas que não darão o o efeito de golfada que se deseja à saída no painel de popa. A ideia, se funcionar, seria a de separar um pouco o ar da água dentro da panela, criando bolhas maiores, e, também no percurso ascendente do tubo, aproveitando o facto do ar ser mais leve que a água e as bolhas poderem acumular-se na curva superior do tubo antes da descida deste para o painel de popa. Talvez assim se consiga o efeito desejado à saída.

Repito: Não sei se o esquema funcionará. Foi por isso que disse ao Miguel para ir experimentando até conseguir o resultado desejado. Ou não... :neutral16:

Aqui fica um link de um pequeno video em que se vê aquilo que se pretende, embora possa ter um pouco mais de caudal de água. Estou a referir-me à saída de baixo. A outra, em que se vê um pequeno fio de água constante, provém da válvula anti-sifão que alguns barcos têm intercalada na saída de escape. Isso já seria preciosismo a mais para um pequeno modelo de veleiro.

http://www.youtube.com/watch?v=jkGAZmLq99U
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
O pessimista queixa-se do vento.
O optimista espera que ele mude.
O realista ajusta as velas.
Bons ventos!

Avatar do Utilizador
pjesus
Almirante
Almirante
Mensagens: 7270
Registado: quinta ago 10, 2006 10:21 am
Localidade: Sobreda
Localização: Parede
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por pjesus » sexta dez 25, 2009 12:49 pm

Miguel Parente Escreveu:só esporadicamente e raramente a bomba vai estar a trabalhar)
Sim, claro, só mesmo muito esporadicamente... a gente sabe!!! :twisted:

A minha primeira aproximação teria sido simplemente ligar em paralelo, como sugerido no início, mas acho que já aprendi qualquer coisa...

Fiquei no entanto com algumas dúvidas:

1) Roger, se o Miguel usar a ponte rectificadora terá sempre a bomba a funcionar no mesmo sentido, mesmo com o motor a funcionar à ré... ou está-me a escapar algo?

2) Skipa, a introdução de ar no sistema (para simular o expelir de água dum veleiro) não poderá desferrar a bomba?

3) O débito da bomba vai ser proporcional à rotação do motor, certo? Isto à escala é capaz de parecer pouco realista.

Força Miguel, estamos contigo ;)

Avatar do Utilizador
Skipper
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1838
Registado: sexta set 22, 2006 1:32 am
Localidade: Caxias
Localização: Caxias

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por Skipper » sexta dez 25, 2009 1:55 pm

pjesus Escreveu:2) Skipa, a introdução de ar no sistema (para simular o expelir de água dum veleiro) não poderá desferrar a bomba?
Segundo a descrição da bomba, esta é auto-ferrante (self priming) pelo que deverá aguentar algumas "barbaridades" na aspiração. Além disso, lembra-te que irá estar sempre em carga, isto é, em princípio irá estar colocada abaixo da linha de água o que fará com que esta chegue à bomba mesmo quando a mesma não está a funcionar. Mas como já disse, isto são apenas "diarreias mentais". O sistema terá de ser testado em todos os seus aspectos. Creio que o mais difícil será equilibrar o ratio água/ar que vai entrar na bomba. daí para jusante parece-me que a coisa irá funcionar bem.
pjesus Escreveu:3) O débito da bomba vai ser proporcional à rotação do motor, certo? Isto à escala é capaz de parecer pouco realista.
Se o débito da bomba fôr proporcional à rotação do motor, a coisa será mais real. A rotação de uma bomba de refrigeração (num barco a sério) é também proporcional à rotação do motor. Logo, o débito da bomba aumenta com a rotação do motor.
No site da Graupner diz que esta bomba debita 1200 ml/min ( em alemão diz que são 1500 ml/min ???). Se considerarmos que, ao trabalhar com apenas 6 V, em vez dos 12 V para os quais a bomba foi contruída, teóricamente (?) o débito cairá para 600 a 750 ml/min. Se lhe "injectarmos" 50% de ar, teremos 300 a 375 ml/min. Mesmo assim é capaz de ser um caudal muito grande. Com aqueles grampos que se usam para regular o débito das bombas de ar (compressores) dos aquários, talvez se consiga reduzir um pouco este caudal. Creio que 100 a 120 ml/min, seria o ideal mas, repito, só experimentando.

Creio que este é um projecto que poderá não dar em nada mas será, sem dúvida, um desafio à capacidade contructiva do Miguel e, quanto mais não seja, algum ensinamento se poderá tirar dele.
O pessimista queixa-se do vento.
O optimista espera que ele mude.
O realista ajusta as velas.
Bons ventos!

Avatar do Utilizador
RogerPro
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 971
Registado: quinta ago 10, 2006 10:22 am
Localização: Setubal

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por RogerPro » domingo dez 27, 2009 10:08 pm

1) Roger, se o Miguel usar a ponte rectificadora terá sempre a bomba a funcionar no mesmo sentido, mesmo com o motor a funcionar à ré... ou está-me a escapar algo?
Sim Tiago, conforme o Miguel pediu, sem a ponte rectificadora o motor da bomba rodava ao contrario quando metesse à ré.. ;-)
A primeira impressão é a que fica, mas só se o toner fôr bom!

Avatar do Utilizador
pjesus
Almirante
Almirante
Mensagens: 7270
Registado: quinta ago 10, 2006 10:21 am
Localidade: Sobreda
Localização: Parede
Contacto:

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por pjesus » terça dez 29, 2009 6:25 pm

Skipper Escreveu:Se o débito da bomba fôr proporcional à rotação do motor, a coisa será mais real. A rotação de uma bomba de refrigeração (num barco a sério) é também proporcional à rotação do motor. Logo, o débito da bomba aumenta com a rotação do motor.
Se calhar expliquei-me mal... é que a gama de rotações dum motor deste é muito maior que a dum motor dum barco a sério.
Embora o uso pretendido sejam apenas pequenas manobras (e passagens por sotavento... cof, cof... :twisted:) fiquei apenas a pensar se em rotação mais alta o fluxo não será demasiado contínuo. A ver vamos...


Avatar do Utilizador
kamikaze
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2740
Registado: segunda out 06, 2008 10:12 pm
Localidade: Lisboa
Localização: Almada

Re: Bomba de água ligada ao motor

Mensagem por kamikaze » segunda fev 22, 2010 8:06 pm

Estes esquemas são simples mas terão de sofrer algumas alterações para virem a ser instalados numa embarcação modelo . 2 dos esquemas funcionam com tensões de entrada muito altas , 220v e 110v.

Basicamente são sensores de nível que poderão acusar que há água a mais no interior dos nossos barquitos. De qualquer forma se alguém pretender instalar uma coisa destas pode colocar aqui a dúvida de como alterar algumas coisas.

O aviso pode ser luminoso , sonoro , acionar uma bomba para extração... com um pouco de engenho tornam-se coisas eficazes.

:neutral6:

Responder