Perguntas, Respostas e sabe-se lá...

Fórum específico
Responder
Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Perguntas, Respostas e sabe-se lá...

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 12:42 am

Neste tópico ponho à disposição os meus conhecimentos adquiridos ao longo de 15 anos de dedicação aos hovercrafts reais e r/c.
Nada que não se consiga saber ou descobrir com as novas tecnologias e alguma prática a aprender com os erros cometidos. Esse é o objectivo; poupar erros inúteis, desgaste de tempo e material bem como demasiadas horas de pesquisa.

Não esperem milagres, já tentei alguns e não consegui! Existe muita coisa nos hovercrafts que não sei e outras que não testei, muitas que não vi e outras tantas que fracassaram.
Não percebo nada de motores eléctricos nem baterias ou pilhas, não gosto de "usar" saias do tipo Bag e os hovercrafts de transporte ou passageiros não me despertam especial atenção.

Tenho alguma experiência e acompanhamento de hovercrafts de competição à escala real e sou quase que exclusivamente dedicado à reprodução destes na busca de performace e novas soluções aplicáveis .

Gostaria de vêr hovercrafts r/c por aí, nos lagos, nos rios, nos charcos...ou simplesmente no asfalto.
Está aberta a sessão!
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Paulo Simões

Mensagem por Paulo Simões » terça nov 07, 2006 12:57 am

Coloca aqui umas fotografias dos teus modelos, que vais ver o que são perguntas a saltarem... :toquenemposso:

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 1:35 am

OK

Sem preocupações de ordem cronológica aqui vai um:

Imagem

Este modelo foi feito em parceria com um fabricante Português (também) de hovercrafts reais e de competição; Superpoliester/Camoesas.
Foi realizado a partir de um modelo original em fibra de vidro que cedi e do qual se fizeram moldes para produção em série e início de comercialização. Estávamos no ano de 1996! :Festejar:
...
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 11:19 am

Este foi o meu modelo original de 1995, que deu origem ao "Fury" (Superpoliester/Camoesas)
Imagem
Foi outro igual que fiz para que fossem realizados moldes para produção em série. Na foto a carenagem frontal está retirada para aceder ao equipamento r/c.

Imagem
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 11:32 am

Este é o modelo "Bisonte" realizado em 1997/1998.
A seu tempo farei uma versão melhorada deste modelo, ainda tenho o protótipo e os moldes.
É o modelo em que mais me apliquei em estudos aerodinâmicos, estabilidade, controlabilidade, beleza (sempre relativa) e performance. A ideia era estudar a viabilidade de um hovercraft de lazer para três passageiros de alta performance, talvez na próxima reincarnação! :neutral16:
Imagem
Imagem
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 11:46 am

Este foi a maior confusão em que me meti :neutral13:
Modelo de 1996/1997
Imagem

Nunca o cheguei a cronometrar mas em relação aos outros aparentava atingir o dobro da velocidade em asfalto (talvez 70/80 Km/h).
Tentei aplicar num único modelo, tudo o que garantisse performance;
dois motores ("dois problemas"), saia Finger, aileron (estabilizador) telecomadado, e... reverse thrust (inversor de tracção numa tradução pecaminosa).
Imagem

Moral da história:
Era tão complicado tecnicamente que, funcionar sem avarias durante 4 minutos seguidos era quase milagre!
...Mas quando funcionava parecia um "crocodilo a voar baixinho" :lol: :lol:
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Helderluiss
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2908
Registado: sexta nov 18, 2005 1:00 pm
Localidade: Palmela
Localização: Palmela
Contacto:

Mensagem por Helderluiss » terça nov 07, 2006 12:01 pm

Acho o design do bisonte bastante bom, progressista. Percebe-se bastante bem a inclinação do motor para encher a saia.
Carlos-Camoesas Escreveu:... mas em relação aos outros aparentava atingir o dobro da velocidade em asfalto (talvez 70/80 Km/h).

E na água? Chegaste a experimentar?
Última edição por Helderluiss em terça nov 07, 2006 12:21 pm, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 12:19 pm

O Bisonte sim, (obrigado pelo comentário) navegou e bem, na água os hovercrafts atingem velocidades superiores às praticadas em superfícies sólidas.

A inclinação do motor permitiu-me baixar o centro de gravidade sem perder thrust (desculpa a terminologia mas assim é mais fácil, a outra força aplicada nos hovercrafts que faz com que se elevem é Lift). Ficou muito mais perto do solo não só o motor como também o depósito de combustível.
Os hovercrafts são muito afectados pelo alto centro de gravidade que provoca forças centrífugas em curva, particularmente perigosas na água.
Outro factor que os afecta são os ventos laterais e quanto menor fôr a superfície exposta, melhor.

O "twin engine" não chegou a molhar os pés, antes pelo contrário, cheguei-lhe a dar pontapés. O meu amigo José Carvalho é que tinha razão "dois motores são dois problemas"!

Nota: em hovercrafts reais de competição, cheguei a vêr muitas corridas em que bimotores eram batidos pelos monomotores com potências muito inferiores (No campeonato Português de 1996/1997, uma diferença entre 120 H.P e cerca de 80 H.P.)
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Helderluiss
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2908
Registado: sexta nov 18, 2005 1:00 pm
Localidade: Palmela
Localização: Palmela
Contacto:

Mensagem por Helderluiss » terça nov 07, 2006 9:00 pm

Cá fica uma pergunta. Do que tenho visto sobretudo nas maquetes, faz-se grande uso de madeiras leves sobretudo a balsa.

DO que conheces é dado algum tratamento à madeira ou deixam como está e rezam para que não falte o "lift" e toque na água.

Imagem

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 9:08 pm

Helder, nunca usei balsa (estou mais virado para a fibra de vidro e compósitos de carbono e kevlar) mas usei algum contraplacado leve e mesmo esse eu costumo revestir com camadas de resina de Poliester para lhe dar consistência e impermeabilidade. Óbviamente aumenta o peso!
Balsa então...
Sim, o pessoal que usa balsa dá-lhe tapa poros e também impermeabilizam antes de pintar.

Camoesas
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
Helderluiss
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2908
Registado: sexta nov 18, 2005 1:00 pm
Localidade: Palmela
Localização: Palmela
Contacto:

Mensagem por Helderluiss » terça nov 07, 2006 9:16 pm

Pois tem mesmo que ser. As imagens que tenho visto são pouco explicitas e na procura incessante deste pessoal pelo menor peso possivel ficou a duvida ;-)

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » terça nov 07, 2006 10:49 pm

Pois é Helder, o peso mínimo.

Quando em tempos pensei fazer um submarino, fiz algumas pesquisas e cálculos e cheguei à conclusão que o dito-cujo teria que pesar 13 Kg :mrgreen:
Foi um pouco difícil "pensar ao contrário" do que estava habituado a fazer... procurar motores eléctricos e baterias de chumbo para chegar a uma "sustentação" neutra :lol:
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

José Franco da Costa
Capitão de Fragata
Capitão de Fragata
Mensagens: 447
Registado: segunda out 16, 2006 10:29 pm
Localização: Caparica

Mensagem por José Franco da Costa » quarta nov 08, 2006 12:36 pm

Primeiro saúdo o Carlos Camoesas pelo valioso contributo que está a dar ao fórum.

Depois pergunto, quem não sabe precisa de saber ... se num hovercraft real, deslocando-se (fiquei indeciso em escrever voando ou navegando ... ) sobre água, se lhe falha a sustentação (lift) que é que acontece? Flutua ou só para no fundo?

Se flutua, como é que mobiliza a impulsão?

E num modelo, é a mesma coisa?

No fim comento: tenho achado piada às questões dos pesos dos modelos. Nos aeromodelistas o lema é: quanto mais leve melhor. Nos hovercrafts, também. Nos submarinos é: Pesado?! ... poupo em chumbo! (dentro de certos limites, claro!)

Fica já o agradecimento aos esclarecimentos que, certamente, irá prestar.
Cumprimentos,

José Franco da Costa

Avatar do Utilizador
Helderluiss
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2908
Registado: sexta nov 18, 2005 1:00 pm
Localidade: Palmela
Localização: Palmela
Contacto:

Mensagem por Helderluiss » quarta nov 08, 2006 12:45 pm

Já no aeromodelismo tenho esse tipo de problemas, dificilmente consigo manter os modelos com o peso ideal, agora no hovercraft a coisa já vai pelo mesmo caminho. Em vez da balsa penso usar plástico (plasticard) mas penso poder compensar através dum motor mais potente e helice/tubina mais eficiente. Mas para precaver no tópico que iniciei meti "experiencia" não vá a coisa dar para o torto :|

Avatar do Utilizador
Helderluiss
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2908
Registado: sexta nov 18, 2005 1:00 pm
Localidade: Palmela
Localização: Palmela
Contacto:

Mensagem por Helderluiss » quarta nov 08, 2006 12:54 pm

Carlos-Camoesas Escreveu:... reverse thrust (inversor de tracção numa tradução pecaminosa)

Será algo deste genero :D

Imagem
Imagem

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » quarta nov 08, 2006 6:59 pm

Caro José Franco da Costa,
Obrigado pelo comentário.

Os hovercrafts não voam! De facto o casco não toca o solo ou água mas se lhe faltar o solo (qualquer que seja, água ou sólido) não têm sustentação. A definição de avião implica sustentação no ar por superfícies aerodinâmicas excluindo efeito de solo.

Todos os hovercrafts assumem flutuabilidade em caso de falha de Lift (afinal são embarcações). No caso dos aparelhos de competição, a legislação a isso obriga e ainda a que o próprio piloto seja autosuficiente para o pôr a trabalhar. Tanto pode ser garantida com compartimentos estanque, com a utilização de espumas ou até mesmo com garrafôes plásticos vazios dentro do casco (já vi isso em competição)
Todos os meus modelos garantiram isso (obrigo-me a mim próprio a observar a legislação de competição).
Um modelo que se preze deve garantir isso!

Helder, a resposta é não. Esse sistema nas fotos tem defeitos que o meu não tinha; é pesadão e se olhares de frente vês duas "bossas" laterais que só estorvam a aerodinâmica do aparelho. Eu utilizei um sistema idêntico aos aviões a reacção. Quando não está activado não prejudica o fluxo de ar exterior ao aparelho. Se reparares na toto do "twin" (por cima) repararás em dois circulos prateados atràs do filtro de ar. São os eixos do reverse e como poderás também observar, quando não actuados (caso das duas fotos) nem dá para perceber que lá estão ou que são partes móveis. Não estorvam!

Camoesas
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

José Franco da Costa
Capitão de Fragata
Capitão de Fragata
Mensagens: 447
Registado: segunda out 16, 2006 10:29 pm
Localização: Caparica

Mensagem por José Franco da Costa » quarta nov 08, 2006 11:51 pm

Carlos Camoesas,

Obrigado pelo esclarecimento.

Se bem entendo a flutuabilidade de um hovercraft na falha do lift é garantida, não por um casco formal como o de um navio "corrente", mas por uma coisa mais próxima de uma jangada, sendo que o piso é o topo do colchão de ar.

Os barcos que exploram o efeito de solo (ground effect) diferem dos Hovercrafts apenas pelo modo como mobilizam o colchão de ar? E estes, no seu conceito, já voam? Será correcto dizer que os Hovercrafts "pairam"?

Desculpe-me mas sou muito curioso e ... chato!
Cumprimentos,

José Franco da Costa

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » quinta nov 09, 2006 8:44 am

Hovercraft = Hover + Craft, sim, aparelho ou nave que paira. No novo tópico "Técnica..." o conceito está melhor explicado.
P.S.
Quando referi " Eu utilizei um sistema idêntico aos aviões a reacção", estava naturalmente a falar de aviões à escala real e não de modelos.

Imagem

Camoesas
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Avatar do Utilizador
gagboy888
1º Marinheiro
1º Marinheiro
Mensagens: 23
Registado: sábado mar 10, 2007 12:32 am
Localização: PINHAL NOVO

Mensagem por gagboy888 » sábado mar 10, 2007 6:48 pm

Boas pessoal. Eu sou novo neste mundo maravilhoso do modelismo nautico e sou um admirador de hovercrafts, gostava de saber onde é que posso comprar um modelo a gasolina, e gostava de saber onde posso ver as datas de encontros tanto de rc como de hovercrafts reais. Eu moro na zona de Setubal e n sei se aqui perto encontro a resposta para ambas as perguntas. Abraço

Avatar do Utilizador
Carlos-Camoesas
Capitão de Mar-e-Guerra
Capitão de Mar-e-Guerra
Mensagens: 635
Registado: domingo nov 05, 2006 8:04 pm
Localidade: Elvas
Localização: Válega-Ovar
Contacto:

Mensagem por Carlos-Camoesas » sábado mar 10, 2007 8:17 pm

Olá ,

Não tenho conhecimento de hovercrafts r/c a gasolina disponíveis no mercado. Houve em tempos, aqui há cerca de 3 anos, um Inglês que vendeu uma série limitada (algo como 2 dezenas) de hovercrafts artesanais, à ecala 1/3, em kit e/ou já montados, eram feitos em contraplacado e destinavam-se a motores de gasolina 23/26 cc. Se a memória não me atraiçoa chamava-se Bryan Clews.

Quanto a modelos disponíveis no mercado e a motor "nitro"; existiu um nos EUA e outro em França, existe outro na Alemanha, outro em Inglaterra e outro na Austrália, por motivos óbvios não lhes faço publicidade mas já os referi noutro tópico. O modelo Português "Fury" apresentou-se no mercado Português em 1996/1997, em várias feiras e demonstrações mas, não chegou a ser comercializado.

Encontros de hovercraft r/c existem nos EUA e em Inglaterra . Em Portugal ainda não mas...estará para breve :mrgreen:

Quanto aos Hovercrafts (tamanho real) de competição, existiu uma Federação Portuguesa de Hovercraft, existia Campeonato Nacional e terá acabado por volta do ano 2000. Depois passou a ser organizado pelo Clube de Aerodeslizadores de Gaia e acabou pouco depois, talvez dois anos, por volta de 2003.
Em 2006 a Federação Portuguesa de Motonautica integrou os Hovercrafts e assumiu a organização do Campeonato Nacional.
Consulte a página da Federação Portuguesa de Motonáutica e saberá o calendário de provas.
"In the End, we will remember not the words of our enemies, but the silence of our friends."
- Martin Luther King Jr. (1929-1968)
http://ovarcraft.com
Imagem

Responder

Voltar para “Hovercrafts”