Roda de leme

Luzes de navegação, nós e voltas, bóias e defensas,...
Responder
Avatar do Utilizador
kamikaze
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2711
Registado: segunda out 06, 2008 10:12 pm
Localidade: Lisboa
Localização: Almada

Roda de leme

Mensagem por kamikaze » segunda set 06, 2010 9:39 pm

Caros amigos

Nos veleiros 1:1 o leme chega a dár voltas completas ou é pouco desmultiplicado em relação ao ângulo do leme?

na verdade o que eu gostaria de saber é : quantas voltas mais ou menos dará a roda de leme para este rodar 35º ( no meu Luna Rossa :mrgreen: )


:neutral10:

Avatar do Utilizador
Skipper
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1838
Registado: sexta set 22, 2006 1:32 am
Localidade: Caxias
Localização: Caxias

Re: Roda de leme

Mensagem por Skipper » segunda set 06, 2010 11:44 pm

Não é fácil respnder à tua pergunta. Nem todos são iguais. No entanto, se queres virar o leme 35º, creio que uma volta na roda será aproximado ao real. Sinceramente não sei qual é a relação num AC Class mas atendendo às manobras, às vezes muito apertadas, que eles fazem na pré-largada, estou convencido que, possivelmente, nem uma volta para cada bordo será.

Se conseguir saber, digo-te.

Já agora, uma dica - os AC Class (como o Luna Rossa) têm um trim-tab no patilhão. Mesmo que não o faças funcional, creio que, se queres uma réplica fiel, deverias, pelo menos, marcá-lo.

Bom trabalho! ;-)
O pessimista queixa-se do vento.
O optimista espera que ele mude.
O realista ajusta as velas.
Bons ventos!

Avatar do Utilizador
alexmc
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2477
Registado: quarta dez 13, 2006 12:43 am
Localização: Moura

Re: Roda de leme

Mensagem por alexmc » terça set 07, 2010 1:29 am

Skipper Escreveu:os AC Class (como o Luna Rossa) têm um trim-tab no patilhão
Vira em conjunto com o leme, para o mesmo lado mas em ângulo diferente de modo a manter-se na linha curva imaginária descrita pela embarcação, ao virar?
Ou seja, em função do ângulo do leme (raio da curva descrita) assim vira o trim de maneira a que fique em ângulo sobre o raio da curva descrita no seu eixo.
Qualquer coisa como isto, não?
lunarossa.jpg
Vai ser um bom desafio pôr isso a funcionar; mas nada que o Kamikase não resolva ;-)
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
~~~~~ Bons Ventos ~~~~~

Avatar do Utilizador
Pedro Alves da Silva
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1591
Registado: domingo mai 18, 2008 10:01 am
Localidade: Setubal
Localização: Setúbal

Re: Roda de leme

Mensagem por Pedro Alves da Silva » terça set 07, 2010 11:38 pm

penso que será ao contrario, pois como está desenhado, em vez de "apertar", o raio de giração, abreo.
Se olharmos para o patilhão com o tab-trim, como se fosse uma asa vemos que este aumenta a "sustentação" para bombordo, logo contrariando, aquilo que penso ser o pretendido.
Por outro lado, creio que aquilo que se pretende, será ajustar forças que façam arribar ou orçar o barco, quando este segue um rumo linear, mantendo o leme a 0º para não travar o barco com correções de rumo no leme.
Isto sou eu a pensar alto em termos de hidrodinâmica.

Um abraço
Pedro
Imagem

Imagem
[/url]

Avatar do Utilizador
alexmc
Vice-Almirante
Vice-Almirante
Mensagens: 2477
Registado: quarta dez 13, 2006 12:43 am
Localização: Moura

Re: Roda de leme

Mensagem por alexmc » quarta set 08, 2010 5:30 am

Pois!...
Também faz sentido.
Assunto a ser visto com mais calma e a aprofundar ;-)
~~~~~ Bons Ventos ~~~~~

Avatar do Utilizador
Skipper
Contra-Almirante
Contra-Almirante
Mensagens: 1838
Registado: sexta set 22, 2006 1:32 am
Localidade: Caxias
Localização: Caxias

Re: Roda de leme

Mensagem por Skipper » quarta set 08, 2010 10:35 am

Quanto ao trim tab, aqui ficam umas dicas do grande crack Russell Couts:

Trim tab:
Using the trim tab is a powerful adjustment. It is important to think of it in the same way as adjusting the sail trim. The advantage of a trim tab is that the foil effectively becomes asymmetric and therefore the keel area can be reduced. One can also adjust the amount of asymmetry for the different situations. My first impression using the tab on this boat is that it is very easy to use too much. If you use 10 degrees you can physically see the boat moving sideways! It is designed to be a fair fit with the keel fin at a 5 degree angle however, 7 degrees seems to be a good average number when sailing upwind. In stronger winds I consider using less tab angle when the boat is sailing at speeds of 8.3 knots or more. I view the trim tab as operating in a similar fashion to an aeroplane wing flap. Any time the boat speed is really low you should generally use slightly more tab angle to prevent the boat (and foils) from sliding sideways. One should also use more angle when the rudder is being unloaded, such as rounding a bottom mark or at the beginning of a light wind tack. Tactically it should be possible to briefly use 9 degrees or more in order to squeeze someone off. Downwind I suggest using almost no tab unless you are reaching at higher heel angles, where you should use 1-2 degrees.

Tacking:
When tacking, the helmsman should release the tab just after the boat has passed head to wind. The mainsail trimmer should pull the tab onto the new side just before or as the boat loads up on the new tack. Genoa trim is critical for a good tack and it is important not to release too early. Obviously a flapping genoa is a lot more drag than one that is trimmed so I like my guys to eliminate the number of flaps during a tack to the minimum.
O pessimista queixa-se do vento.
O optimista espera que ele mude.
O realista ajusta as velas.
Bons ventos!

Responder

Voltar para “Outros”